|
Saúde

Saúde (511)

O Ministério Público de Santa Catarina (MPSC) recomendou ao Chefe do Executivo do Município de Chapecó que adeque o conteúdo do Decreto Municipal n. 42.216/2022, que flexibiliza o uso de máscaras na cidade, às normas estaduais em vigor. De acordo com o Ministério Público, a legislação municipal é suplementar às normas estaduais e federais e, portanto, não pode ser mais permissiva.

Por enquanto o município de São Domingos não deve aderir ao uso facultativo de máscaras, informou o secretário de saúde Gustavo Valgoi, durante entrevista no programa Atualidades da manhã de hoje (04). Segundo ele, em reunião com a equipe de saúde e com o prefeito Márcio Grosbelli, ficou definido que ainda é cedo para adotar essa medida.

O Hospital Regional São Paulo, de Xanxerê, emitiu uma nota na tarde de hoje (04), comunicando o encerramento das internações em leitos Covid. A medida se dá a partir do fim da vigência da portaria do Ministério da Saúde, que criou leitos de UTI Covid-19 através de orientações das autoridades de saúde.

A utilização de máscaras por crianças entre 6 e 12 anos deixa de ser obrigatória em Santa Catarina, devendo ser supervisionada pelos pais ou responsáveis, conforme o decreto 1.769, publicado nesta quarta-feira (02), pelo Governo do Estado. O documento mantém a recomendação do uso em ambientes públicos e privados.

O texto altera, ainda, o artigo 9° do Decreto 1.371, que dispensa o uso de máscaras no caso de pessoas com transtorno do espectro autista, com deficiência intelectual, com deficiências sensoriais ou com quaisquer outras deficiências que as impeçam de fazer o uso adequado de máscara de proteção facial, conforme declaração médica.

A medida segue as recomendações da Organização Mundial de Saúde (OMS), que pontua alguns cuidados que devem ser tomados na hora da decisão sobre a utilização do utensílio.  Dentre eles: momentos de alta transmissibilidade do vírus; crianças que possuam contato direto com pessoas do grupo de risco e aquelas que possuem capacidade de utilizar o utensílio de forma adequada e segura.

O Governo do Estado esclarece, ainda, que em Santa Catarina, de acordo com o decreto número 1.371/2021, o uso de máscaras em espaços públicos e privados fechados, incluindo no transporte público coletivo, e em espaços abertos onde não seja possível manter o distanciamento, fica dispensado para crianças até 12 anos de idade, assim como no caso de pessoas impossibilitadas de fazer o uso adequado de máscara de proteção facial, conforme previsto no artigo 9° do Decreto 1.371.

Acrescentando que em Santa Catarina, como já informado, a Lei n° 17.821 de 10 de dezembro de 2019 informa que deve ser apresentada, no ato de matrícula na rede pública estadual ou privada de ensino, a caderneta de vacinação do aluno com até 18 anos de idade, atualizada de acordo com o Calendário de Vacinação da Criança e com o Calendário de Vacinação do Adolescente, em conformidade às disposições estabelecidas pelo Ministério da Saúde e pela Secretaria de Estado da Saúde. No entanto, segundo o Ministério da Saúde, como a Vacina contra a Covid-19 não faz parte do calendário de vacinação da criança e do adolescente do Programa Nacional de Imunização, sendo no momento uma estratégia de enfrentamento da pandemia de Covid-19, a apresentação do comprovante de vacinação contra a Covid-19 não será exigida na rede estadual de ensino, e o uso máscaras por alunos da Educação Infantil até 12 anos será dispensado, ficando a critério dos pais ou responsáveis o seu uso. Além disso, as servidoras gestantes poderão optar pelo trabalho remoto ou presencial.

Informações Secom

O ministro da Ciência, Tecnologia e Inovações, Marcos Pontes, disse ontem (1°) que a vacina brasileira contra o novo coronavírus deve estar disponível para uso na população em nove meses. Chamado de RNA MCTI CIMATEC HDT, o imunizante contra a covid-19, começou a fase 1 de teste em pacientes em janeiro.

Nas últimas semanas, São Domingos tem registrado queda no número de casos ativos da Covid-19. Segundo boletim divulgado nesta terça-feira, pela secretaria municipal de saúde, houve a entrada de quatro novos casos confirmados e quatro pessoas passaram para a lista de suspeitos. Assim, o município está com 35 casos ativos e quatro suspeitos. Lembrando que o uso de máscara e álcool gel continua sendo obrigatório.

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) recebeu, nesta quarta-feira (16), em Brasília, pedido da Pfizer para uso emergencial do medicamento contra covid-19 Paxlovid (nirmatrelvir +ritonavir). Segundo a farmacêutica, os estudos demonstram que, quando administrado no início da infecção, o Paxlovid, que é do tipo antiviral e de uso oral, tem a capacidade de reduzir os casos de hospitalização e mortes. Os dados serão analisados pela Anvisa.

O Governo do Estado informou que há 1.477.548 casos confirmados de Covid-19 em Santa Catarina, sendo que 1.388.721 estão recuperados e 68.137 continuam em acompanhamento. O balanço foi divulgado nesta quinta-feira, 3. Até esta data, 20.690 óbitos foram causados pelo coronavírus. A taxa de letalidade é de 1,4%.

Houve um aumento de 6.202 no número de casos ativos e há 26 óbitos a mais em comparação com o dia anterior. Registrou-se um crescimento de 19.004 na quantidade de confirmados. Já a estimativa de recuperados cresceu 12.776.

O Governo do Estado estima que haja 290 municípios com casos ativos. A região com a maior quantidade de casos ativos hoje, proporcionalmente à população, é a Serra, que tem 1.583 para cada 100 mil habitantes. Na sequência, aparecem Oeste (1.519) e Meio-Oeste (1.309). As que menos têm são Foz do Rio Itajaí (496), Planalto Norte (586) e Alto Uruguai Catarinense (591).

A taxa de ocupação dos leitos de UTI Adulto pelo Sistema Único de Saúde (SUS) em Santa Catarina é de 87,3%. Isso significa que, dos 1.045 leitos existentes no estado para adultos, 912 estão ocupados, sendo 302 por pacientes com confirmação ou suspeita de Covid-19.

Ontem, tivemos a entrada de 19 novos casos confirmados, tivemos 16 altas e 07 pessoas passaram para a lista de suspeitos.

Cuide da sua saúde e de quem você ama! Neste momento, evitar aglomerações é uma forma de preservar vidas. É um ato de respeito e amor ao próximo.
Utilize máscara, use álcool em gel e evite aglomerações.
A pandemia ainda não acabou e devemos seguir nessa luta de combate ao Coronavírus

A Secretaria de Estado da Saúde de Santa Catarina informa que foi identificado o primeiro caso da subvariante BA.2 da variante de preocupação Ômicron do Coronavírus no Estado. Trata-se de um indivíduo do sexo masculino, 42 anos, que apresentou sintomas de Síndrome Gripal e não chegou a ser hospitalizado. Possivelmente, trata-se de caso de reinfecção.

© 2020 Rádio Clube São Domingos-SC. Todos os Direitos Reservados.